A vida de Pedro, Licenciado em Informática, Capricórnio, que decidiu embarcar na aventura de emigrar para a Suécia.

contacto

jogodasueca@gmail.com

resultados

Março 2014

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

termostato

Gotemburgo, Suécia
Ver previsões para Gotemburgo

Lisboa, Portugal
Ver previsões para Lisboa

Corunha, Espanha
Ver previsões para a Corunha
Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

O Ram e a noiva

O Ram. O indiano com que eu partilhei a casa na Suécia. Ainda se lembram?

 

Às tantas, em mais uma conversa sobre o seu casamento...

 

- Então Ram, a tua família já te encontrou noiva na Índia?

- Ainda não. Mas também não estou muito preocupado.

- Ahhhh... estou a ver que finalmente te convenci que a vida de solteiro é a melhor

- Achas Pedro??! Não estou preocupado porque vai ser fácil encontrar uma boa noiva. Quando um indiano vive no estrangeiro tem muito mais pretendentes.

- Pois... Mas se estás no estrangeiro nem as podes conhecer...

- Não há problema. A minha família vai-me escolher uma boa mulher.

- Então oh Ram... e se eles escolhem uma mulher que eles gostam e tu não?

- Mas o mais importante é que a minha família goste! Para que é que eu quero uma mulher que eu goste e eles não?!

jogado por jogo da sueca às 06:14
link do post | pôr carta na mesa | favorito
|
20 comentários:
De artesaoocioso a 21 de Novembro de 2008 às 00:12
Ele não está interessado em escolher o «objecto» porque as família, dele e dela tratam do assunto.
As famílias também decidem de outros negócios, dotes e outras coisas.
Também é cómodo para ele que o «objecto» escolhido não levante muitas ondas e siga a tradição de se submeter ao marido... com o acordo da família.
A mesma cultura que nega a identidade da mulher, também gerou as castas e os intocáveis.
O hinduísmo prega a submissão como a religião católica também prega, por vias diferentes.
Cumprimentos
De jogo da sueca a 22 de Novembro de 2008 às 18:03
Viva! :)

Tudo bem?

Obrigado pelo comentário... De facto é uma visão muito interessante e realista da sociedade indiana...
De Marilena a 16 de Novembro de 2008 às 02:42
Olá Pedro,
é a primeira vez que passo por aqui e gostei muito do seu blog.

E esta discussão também está muito interessante. É claro que para minha cultura é um absurdo, até porque eu me coloco no lugar desta noiva arranjada. Mas pensando pelo lado do seu amigo, com certeza metade dos problemas do casamento estarão resolvidos.

Um abraço
Marilena
De jogo da sueca a 16 de Novembro de 2008 às 21:26
Viva Marilena! Bem vinda ao estaminé :)

Não tenho dúvidas que ele será feliz no casamento. Não ter poder de escolha é meio caminho andado para ser feliz...
De blogdaping a 14 de Novembro de 2008 às 15:36
Completamente de acordo, mas também, hoje, ( nos dias que correm ) tudo é descartavel ...
Tenho amigos que casam e descasam como quem muda de carro !
Por isso, até nem é má ideia ser a família a escolher a noiva pró noivo... :-) , :-) , ;-)...
De jogo da sueca a 15 de Novembro de 2008 às 19:55
hahaha... bom ponto de vista

toca a escolher noivas para a malta :)
De blogdaping a 13 de Novembro de 2008 às 16:48
Já agora, não vejo qual seja o problema...!
Quando são os interessados a escolher, pelo menos, 50 % vai para divórcio em pouco tempo !
Concluindo, 50 % dos que escolhem, escolhem mal ou estão distraídos ....
" Penso eu de que "...
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:26
o facto é que o que hoje em dia se busca num casamento é muito diferente do que se buscava nas gerações anteriores.

discussões sempre houve. casamentos infelizes também. simplesmente hoje em dia é mais fácil as pessoas divorciarem-se

De Lagash a 13 de Novembro de 2008 às 02:22
Parece-me que isto acontece-nos também um pouco na nossa cultura - chamamos-lhes ENGOLIR SAPOS (não tem nada a ver com o Sapo.pt)

Temos como exemplos mais comuns:

Um emprego, que não gostamos mas as nossas despesas gostam...

Um curso universitário que o papá inscreveu o menino e que vai dar um emprego (como o do exemplo acima, para sustentar as tais despesas, que vão conseguir ter o que está abaixo)...

Uma telenovela das 9 que a mulher/namorada gosta de ver diariamente, e que nós não gostamos, no LCD novo e comprado a pensar no jogo que queriamos ver... às 9... mas que como queremos vê-las satisfeitas...

É assim a vida... sempre a sorrir e a engolir sapos...
Será que teria sido melhor ter nascido indiano???
Mário L. Soares
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:23
bem verdade...

esses sapos engolem-se mas são as pessoas que optam. no caso é um sapo que se tem de engolir sem ter sido ele sequer a escolher a noiva...

na nossa sociedade poucos engoliriam este sapo...
De Sinhor troglodita a 13 de Novembro de 2008 às 22:30
Talvez não seja engolir sapo.. ele aceita o que lhe derem como inevitável... e portanto faz-se o melhor com aquilo que se tem. O que é bem melhor que andar a lamentar aquilo que se tem.
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:36
pois... este post está bastante relacionado com este
http://jogodasueca.blogs.sapo.pt/36278.html

onde se debateu exactamente esse assunto :)
De Adriana Cintra a 12 de Novembro de 2008 às 18:30
hahahaha
Algo nesse diálogo lembra o filme "Borat", personagem do humorista judeu Sacha Cohen.
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:18
looooool... muito bem visto Adriana :)
De cerejinha a 12 de Novembro de 2008 às 15:37
Ok, desgraçado do rapaz

Em conversa com os amgs vão-lhe perguntar "Gostas da tua mulher??" e ele "Não, mas a minha familia gosta"

eheh

soa estranho!

Bjinhus
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:31
ah e tal não mas os signos são compatíveis :)
De luisa a 11 de Novembro de 2008 às 22:53
Estou de acordo com o CC, "with or without ....approval of the family ... we can't live", eheheh.
A brincar´, a brincar, mas é verdade :)

Cumprimentos luisa
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:17
Bom, já respondi na resposta à CC
De CC a 11 de Novembro de 2008 às 08:02
E o mais engraçado é que ele tem alguma razão! E isso não é só verdade na Índia... =P
De jogo da sueca a 13 de Novembro de 2008 às 22:16
Bom, discordo um pouco. Obviamente que não estou a ver ninguém viver tranquilo com o facto de ter uma noiva que a família não goste. Mas muito mais dificil deve ser aceitar uma noiva de que não se gosta, mas que se tem de aceitar porque a família escolheu.

mandar uma cartada

mais sobre mim

pesquisa

Google

parceiros de jogo

China Ociosidade

China Ruinix em Shangai

Espanha Deu canyes

Inglaterra Dama do Ocidente

Inglaterra Tuga em Londres

Pelo mundo allAround

Pelo mundo Até onde vais com 1000 euros

Pelo mundo Mind this gap

Pelo mundo Tempo de Viajar

Polónia Site do Tiago

Rússia Da Rússia

Suécia Borboleta Pequenina

tags

todas as tags

subscrever feeds