A vida de Pedro, Licenciado em Informática, Capricórnio, que decidiu embarcar na aventura de emigrar para a Suécia.

contacto

jogodasueca@gmail.com

resultados

Março 2014

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

termostato

Gotemburgo, Suécia
Ver previsões para Gotemburgo

Lisboa, Portugal
Ver previsões para Lisboa

Corunha, Espanha
Ver previsões para a Corunha
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Suecos, onde estão?

Regressei a Portugal, mas a vontade de saber mais sobre a cultura sueca não ficou adormecida.

Assim, um dos próximos objectivos é ter aulas de sueco, aqui mesmo em Portugal. É uma das melhores formas de continuar a aprender mais sobre esta cultura.

Enquanto não me inscrevo continuo de ouvido atento cada vez que passeio por Lisboa. Se encontrar pessoas suecas será sempre uma boa oportunidade de praticar um pouco mais a língua.

Ora... o que é que eu estou a ouvir ali? Soa estranho. Chego mais perto... Bolas, alemão. E ali naquela ponta da rua, são tão branquinhos, deixa-me cá fazer uma aproximação... Ahhhh, são ingleses! E aqueles? Não são portugueses de certeza. Hmmmm... que azar, esta língua soa a polaco.

Assim tem sido desde que voltei a Portugal. Nem um sueco. Claramente Lisboa não está no seu top de destinos.

As esperanças acabaram-se.

Um dia destes lá ia eu todo acelerado a subir as escadas rolantes do metro e... Espera lá que lingua estranha é que estou aqui a ouvir? Abrandei o passo. Parei à frente de duas raparigas e fiquei a olhar especado. Assim mesmo, tipo parvo, junto a elas, olhando fixamente sem me dar conta da figura que estava a fazer.

- Desculpe passa-se alguma coisa? - perguntou-me uma das raparigas em inglês

(pausa comigo especado ... ... ... ... enquanto entretanto o percurso das escadas rolantes termina e eu quase caio)

- Vocês... vocês são suecas? - perguntei eu arriscando um não como resposta, que me tiraria ainda mais credibilidade
- Sim, somos. - respondeu uma delas meio desconfiada
- Que fixe! E estão de visita ou vivem aqui?
- Eu vivo aqui e a minha amiga está a visitar-me - respondeu ela com o ar de quem tem um psicopata à frente e por isso não quer dizer muito mais. Eu tinha de me lembrar de alguma coisa que não as fizesse fugir de mim.
- Pode parecer estranho estar a meter conversa convosco, mas o que se passa é que estava desesperado para encontrar suecas.

Ooops. Acabei de me armar em psicopata outra vez. Próxima tentativa.

- Não me fiz entender. Não ando desesperado à procura de suecas por serem loiras, giras e boas.

Hmmmm... pela cara delas nem esta explicação está a funcionar. Vou tentar pela via do humor. É sempre bem recebido.

- Vamos lá a ver, até porque vocês claramente não são como essas suecas.

Estranho. Não acharam piada. E se antes pareciam intimidadas agora parecem furiosas. Já não me restam alternativas... Vou seguir pela última alternativa. Pouco credível, mas não custa tentar.

- É que eu já vivi na Suécia e agora gostava de encontrar pessoas suecas que vivam por aqui. Só por curiosidade, de que cidade é que vocês são?
- Gotemburgo, conheces? - responderam-me já bem mais aliviadas depois da minha explicação
- Claro, foi precisamente aí que vivi! - Repliquei em sueco
- Ahhhh e falas sueco!!!
- Sim, mas pouco. Ando à procura de aulas. Por acaso não conhecem nenhum sítio em Lisboa onde se possa aprender?
- Claro, eu sou professora! - disse-me indicando a escola - vemo-nos por lá!
jogado por jogo da sueca às 06:56
link do post | pôr carta na mesa | ver cartadas (35) | favorito
|
Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

As consequências de não saber falar Sueco


Ilustrado por / Illustrated by: Richard Câmara


Lamento. Continuo a não saber falar Sueco. Tudo o que sei resume-se a dizer números, juntamente com algumas expressões e palavras úteis.
No entanto, durante o almoço de hoje com a malta da empresa, o chefe decidiu testar os meus dotes linguísticos perante todos, e perguntou-me:

- Varmi funfe finte remti xina hou? - isto não é Sueco, é apenas o que eu consigo apanhar do que o meu chefe perguntou
- Quatro! - repliquei eu com confiança
- Gamfu femna rundra mirone semti?! - acrescentou ele
- Sim... Quatro...centos! - corrigi eu, sem perceber nada do que se passava

Os meus colegas riam efusivamente. Eu estava de tal forma perdido, que limitava-me a sorrir só para dar uma ideia de permanecer com o ego em alta. Quando as gargalhadas terminaram alguém me fez a tradução do nosso diálogo:

- Então Pedro, quantas Suecas é que já comeste?
- Quatro!
- O quê?!
Já comeste 4 Suecas diferentes?!
- Sim... Quatro...centas!

 

 

The consequences of not speaking Swedish
I’m sorry. I still don't speak swedish.
All I can say is numbers, and some useful words  and expressions.
But during the lunch with the collegues of the office, my boss decided to test my linguistic skills in front of everyone, asking:

- Varmi funfe finte remti xina hou? – this is not Swedish, its just what I got from his question
- Four! – i replied confidently
- Gamfu femna rundra mirone semti?! – he added
- Yeah... Four...hundred! – I corrected, completly lost on the conversation.

Everyone was laughing out loud. I was so lost, that I just smiled to seem I was in control of the situation. When everyone stopped laughing, someone translated our dialog:

- Pedro, with how many Swedish girls did you get laid?
- Four!
- What?! You got laid with four Swedish girls?!
- Yes... Four...hundred!!

jogado por jogo da sueca às 09:06
link do post | pôr carta na mesa | ver cartadas (8) | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Setembro de 2007

Voltei às aulas de Sueco

E confesso que gostei de recordar como é que os Suecos também conseguem complicar as coisas simples. Por exemplo, se o relógio marca 3:35 eles dizem:

Klockan är fem över halv fyra.

 

Que traduzido para português significa qualquer coisa como:

Passam 5 minutos desde que faltava meia hora para as quatro.

jogado por jogo da sueca às 07:52
link do post | pôr carta na mesa | ver cartadas (46) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

As consequências de não falar Sueco

Lamento. Continuo a não saber falar Sueco. Tudo o que sei resume-se a dizer números, juntamente com algumas expressões e palavras úteis.
No entanto, durante o almoço de hoje com a malta da empresa, o chefe decidiu testar os meus dotes linguísticos perante todos, e perguntou-me:

- Varmi funfe finte remti xina hou? - isto não é Sueco, é apenas o que eu consigo apanhar do que o meu chefe perguntou
- Quatro! - repliquei eu com confiança
- Gamfu femna rundra mirone semti?! - acrescentou ele
- Sim... Quatro...centos! - corrigi eu, sem perceber nada do que se passava

Os meus colegas riam efusivamente. Eu estava de tal forma perdido, que limitava-me a sorrir só para dar uma ideia de permanecer com o ego em alta. Quando as gargalhadas terminaram alguém me fez a tradução do nosso diálogo:

- Então Pedro, quantas Suecas é que já comeste?
- Quatro!
- O quê?! Já comeste 4 Suecas diferentes?!
- Sim... Quatro...centas!
jogado por jogo da sueca às 17:57
link do post | pôr carta na mesa | ver cartadas (9) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

Acredito que o inventor da língua Sueca estava com os copos...

... quando aprendo a escrever os números por extenso.

Vamos à lição: escrever 864!

Número: 4
Português: quatro
Sueco: fyra

Número: 60
Português: sessenta
Sueco: sexti

Número: 800
Português: oitocentos
Sueco: åttahundra

Número: 864
Português: oitocentos e sessenta e quatro
Sueco: åttahundrasextifyra

Bonito hein? Em Sueco a regra até é bem simples: colar os números todos na mesma palavra. Mas o resultado final é assustador, quanto mais longo for o número.

"Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico", com 46 letras, é a maior palavra da língua Portuguesa. E eu, que sempre me orgulhei por acreditar que até nisto éramos os maiores, constato que os Suecos nos podem passar com facilidade. É só uma questão de acrescentar uns dígitos até obter um número suficientemente comprido.

Ainda dizem que este mundo não é injusto.
jogado por jogo da sueca às 07:59
link do post | pôr carta na mesa | favorito
|

mais sobre mim

pesquisa

Google

parceiros de jogo

China Ociosidade

China Ruinix em Shangai

Espanha Deu canyes

Inglaterra Dama do Ocidente

Inglaterra Tuga em Londres

Pelo mundo allAround

Pelo mundo Até onde vais com 1000 euros

Pelo mundo Mind this gap

Pelo mundo Tempo de Viajar

Polónia Site do Tiago

Rússia Da Rússia

Suécia Borboleta Pequenina

tags

todas as tags

subscrever feeds