De fröken a 16 de Novembro de 2007 às 17:08
Eu diria que "você tá numa fria" como dizem os brasileiros.
Sem teres um bom nível de sueco vai ser muito complicado conseguires trabalho na Suécia.
De jogo da sueca a 16 de Novembro de 2007 às 18:09
ora...

... há sempre o refúgio das multinacionais ou de ser professor de português, lol
De fröken a 17 de Novembro de 2007 às 12:33
Ahhh, nem isso, Pedrito, para se ser professor de línguas, incluíndo português é preciso saber sueco!
A coisa não está muito famosa para os engenheiros em geral (não sei concretamente para os informáticos), nem mesmo para os suecos já que há excesso de engenheiros na Suécia.
De jogo da sueca a 17 de Novembro de 2007 às 12:53
sim sim, mas eu no meu currículo conto com algumas mais valias capazes de deixar de lado os engenheiros concorrentes.

entre eles contam-se os meus dotes para fazer bom café para a malta toda. no fundo é simples, é importar café de Portugal.

agora a sério, se uma escola quiser um professor de português e não tiver alternativas, não acredito que rejeite. :)

para mim o problema maior é mas é a concorrência do português do brasil, que é bastante mais popular...
De fröken a 20 de Novembro de 2007 às 12:25
Eu não contaria com tantas facilidades, Pedrito. Sobretudo não contaria com a possibilidade de dares aulas de português aqui na Suécia. Primeiro, porque o português não faz parte do currículo da escola sueca e depois porque tu não és formado em pedagogia e sobretudo porque não falas sueco.

Normalmente, os estrangeiros que não falam sueco só conseguem arranjar trabalho através do estágio, caso essa própria empresa lhes dê uma oportunidade enquanto continuam a estudar sueco.

Tenho vários amigos engenheiros (portugueses e de outras nacionalidades) que falam fluentemente sueco e mesmo assim estiveram vários meses à procura de trabalho.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres