De Oliveira a 14 de Julho de 2008 às 11:00
Estive a viver dois meses na Suécia (Ronneby, no sul) também numa casa alugada numa zona de campo mas com o Báltico mesmo ali ao lado.
Concordo que os suecos são forretas no sentido de que são racionais e pragmáticos e não gastam à toa. Contudo, um dia, precisei de telefonar e como não tinha moedas para a cabine, dirigi-me a um bar e pedi se podia telefonar, tal como se faz cá. Era uma chamada inter-urbana e cairam um seis ou sete períodos no contador. Para surpresa minha, ao pedir quanto devia, a simpática da empregada disse que não era nada. Insisti e ela esclareceu-me, para minha surpresa, que não podia receber pela chamada porque "não tinha como o fazer (não tinha justificação legal, presumi)", pois o telefone era para uso do estabelecimento e como tinha pedido para telefonar ela fez-me o favor e o favor, claro, não tem custos.
Estou mesmo a ver cá: "- Ora, 30 centimos o periodo, são..."
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres