11 comentários:
De Alexandre Pinto a 12 de Outubro de 2008 às 03:49
Cara fantástico seu blog... Sou brasileiro e agora tenho certeza que realmente somos patrícios !!!
Morei um ano na Alemanha e passei exatamente pelas mesmas situações que vc e é incrível como temos as mesmas impressões sobre os costumes, a cultura e outras coisas dos povos nâo latinos.
Conheci Estocolmo e a cidade é maravilhosa, mas sabe onde foi o único lugar que fiquei realmente a vontade... Em Portugal é claro !!!
Abraços.
Alexandre
De jogo da sueca a 13 de Outubro de 2008 às 22:10
Olá Alexandre! :)

Bom ficar a saber que há desse lado um leitor... E realmente já conheci brasileiros aqui em Portugal que se queixam da frieza do nosso clima e das nossas pessoas mas... Eu acho que dificilmente encontram na Europa um lugar em que se possam sentir mais em casa ;)

Cumprimentos
De Sofia a 10 de Outubro de 2008 às 03:37
Adoro o teu blog! Quando o comecei a ler nao consegui parar e perdi um serão inteiro entretida a ler as tuas aventuras na Suécia. E agora vais ficar pela terrinha ou voltas para lá?!
Parabéns pelo blog e continua, está espectacular!
De jogo da sueca a 11 de Outubro de 2008 às 09:37
ola Sofia!

Obrigado pelas palavras simpaticas. Por agora mantenho-me por Portugal mas... Voltar uma temporada para a Suecia e sempre uma hipotese em aberto...
De Nuno Aer a 5 de Outubro de 2008 às 21:25
Lá está.
Quem tem que mudar são as pessoas. As mentalidades é que têm que mudar. O país apenas precisa de uns pequenos toques, mas isso já são pormenores.
De blogdaping a 7 de Outubro de 2008 às 15:48
O cariz internacionalista do povo português é peculiar:
- Se tem um problema para ultrapassar... diz que se vê grego;
- Se alguma coisa é difícil de compreender... diz que é chinês;
- Se trabalha de manhã à noite... diz que é um mouro;
- Se tem uma invenção moderna e mais ou menos inútil ... diz que é uma americanice;
- Se alguém mexe em coisas que não deve... diz que é como o espanhol;
- Se alguém vive com luxo e ostentação... diz que vive à grande e à francesa;
- Se alguém faz algo para causar boa impressão aos outros... diz que é só para inglês ver;
- Se alguém tenta regatear o preço de alguma coisa ... diz que é pior que um marroquino;

Mas quando alguma coisa corre mal... diz que é à PORTUGUESA.

Como é que se muda um povo assim ??





De enGine a 5 de Outubro de 2008 às 21:23
As sociedade que têm muitas regras (escritas) é porque as pessoas não sabem dar-se harmoniosamente em conjunto...
Porque se as regras de convivência estiverem dentro de nós, conseguimos viver bem sem ter de escrevê-las.

Portugal é exemplo disso: fazem-se leis e logo existe alguém que vai pensar na forma como contorná-la... quando não são feitas para beneficiar alguém em especial.
É uma questão de falta de justeza.
De jogo da sueca a 9 de Outubro de 2008 às 05:55
Viva. Quando falo em regras nem falo tanto em leis.

Falo mais em regras no trabalho ou regras de civismo. Elas existem e normalmente nos somos bons a puxar as orelhas aos outros. Mas quando toca a ser nos proprios a cumpri-las ta quieto.

Ja vi varias vezes dentro de grupos de trabalho serem as proprias pessoas q criam as regras a ignora-las no dia a dia. E estas nao sao leis impostas por outras pessoas...
De enGine a 11 de Outubro de 2008 às 15:32
Eu estava a falar de ambas: as regras de civismo que não não são aceites/cumpridas acabam por vezes em leis, como por exemplo a de não atirar objectos fora dos carros... e cada vez vejo mais beatas a saírem dos carros.

E quanto a "puxar as orelhas aos outros e não cumprirmos" eu próprio vi isso na vinda de um malfadado voo da Dinamarca para cá: um passageiro (que já tinha bebido demais e apagado na aterragem e tendo levado chapadas para a acordar) decidiu que queria acender um cigarro na zona dos passaportes... E um trabalhador que passava por aí, indicou-lhe o símbolo de não fumar com uma mão... enquanto que segurava um cigarro com a outra!
É mesmo à tuga...
De blogdaping a 5 de Outubro de 2008 às 15:17
Somos dos maiores fazedores de leis.....

Agora, cumpri-las.... isso são outros "quinhentos" !!
De Sinhor troglodita a 5 de Outubro de 2008 às 15:38
Não percebo nada disso, mas se calhar fazemos leis em excesso. Legislamos, depois fazemos excepções, depois excepções das excepções e às tantas ninguem se entende. Devia-se simplicar.

Aqui na minha terra funciona a lei da moca. É troglodita mas às vezes resulta...

mandar uma cartada