40 comentários:
De fröken a 13 de Dezembro de 2008 às 07:21
Um verdadeiro atentado à pedagogia...
De fjäril a 12 de Dezembro de 2008 às 23:09
Oh meu deus, ao que chegamos
De Thiago a 12 de Dezembro de 2008 às 16:00
Olhem lá as generalizações - gente estúpida escrevendo livros é algo que existe em qualquer canto do globo...

Atlantean - defina "crime na língua".
De Atlantean a 13 de Dezembro de 2008 às 14:12
É simples: eles convergem vários termos em outras línguas com termos portugueses, e criam palavras híbridas. Isso para mim é um crime porque distorcem a identidade da língua. A língua portuguesa, em Portugal, das duas uma: ou traduz o termo para uma palavra portuguesa, ou mantém o termo inglês (por exemplo), e adopta-o sem alterações. Não quer dizer que não hajam excepções, porque existem, mas nem sequer perto da escala do português brasileiro. Em suma, o tratamento de estrangeirismos (e derivados) é muito diferente.
Eu não consideraria isto um crime se a língua deles se chamasse "língua brasileira", e não "língua portuguesa". Simplesmente já não vejo o mesmo nível de proximidade da língua entre os países. Basta pegar num manual de anatomia que foi traduzido por uma editora brasileira, e um por uma editora portuguesa, e as diferenças são claras. E é por causa destas que os meus professores sempre pediram para evitarmos os manuais em português do brasil, pois os termos diferem significativamente.
De jogo da sueca a 14 de Dezembro de 2008 às 11:52
Atlantean, pode soar estranho ouvir as tais palavras híbridas porque estás habituado a ouvir em inglês. Mas já reparaste que a língua portuguesa de Portugal está cheia delas? E felizmente que é assim, porque eu prefiro dizer palavras híbridas vindas do árabe é seguramente mais inteligente do que ter de as dizer em árabe.
De Atlantean a 15 de Dezembro de 2008 às 14:01
E já reparaste que a grande maioria delas tem um equivalente 100% românico? Quando as pessoas não os usam, é porque não querem.
De jogo da sueca a 16 de Dezembro de 2008 às 22:44
A maioria tem um equivalente 100% românico? Não entendi... :\
De Pedro a 12 de Dezembro de 2008 às 13:56
Que atrasados.. qual é a editora?

De Rui Henriques a 12 de Dezembro de 2008 às 13:03
Incrível. E é com gente como esta que se quer um acordo ortográfico...
De Sinhor troglodita a 12 de Dezembro de 2008 às 17:50
é pá.. cuidado com as generalizações... é certo que isto é um triste exemplo, mas não se pode por em causa o acordo ortográfico porque alguem se lembrou de ser "engraçadinho"

Sobre o acordo ortográfico.. não sei se é bom se é mau... Sei que essa história do orgulhosamente sós foi chão que deu uvas.
De Atlantean a 12 de Dezembro de 2008 às 09:41
... Oh. Meu. Deus! Mas que raio?!
Porque é que ela está a aprender português do Brasil?! Eles cometem cada crime na língua, e ainda por cima convergem termos de outras línguas com a sua, criando palavras ainda mais confusas.
E o exercício... é capaz de ser a coisa mais idiota que vi nos últimos meses. Qual é a editora? Gostava de lhes enviar uma "prenda" pelo correio...

mandar uma cartada